seashore1.jpgseashore2.jpg

Derrame a sua alma diante do Senhor!

“Porém tenho derramado a minha alma perante o Senhor” (1 Samuel 1,15)

Minha irmã, não sei qual é o seu sofrimento, não sei a razão da sua dor; mas faça como Ana e derrame sua alma diante do Senhor. Ele é incapaz de ver uma mulher de coração aflito e não ouvir a oração dela.

Fazemos tantas coisas, mas não derramamos nossa alma diante de Deus – digo isso para você homem também –; a vida nos ensina a fazer o contrário: a “encher a cara” e a não “derramar a alma diante do Senhor”.

Peça a Deus a graça de ter a mesma atitude de Ana, que ficou o dia inteiro clamando ao Senhor. Faça isso! “Tudo o que ligares na terra será ligado céu”.

 

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova

Olhar para Maria - Pe. Zezinho, scj

Olho para as imagens de Maria mas não falo com elas. Maria não está lá.
Vou ao templo a ela dedicado, mas não falo olhando para a sua imagem. Maria não está lá. 
Tenho imagens dela no meu escritório e no quarto, 
mas não falo com suas imagens. Maria não está lá.
Canto sobre Maria e para Maria, sem olhar para sua imagem. Maria não está lá. 
Em geral, olho a escultura, depois perco os olhos no infinito, às vezes os fecho e imagino Maria, lá onde ela está, no colo infinito de Deus, ao lado de seu divino Filho. 
Então eu lhe digo coisas. E peço que interceda por mim, porque, de Jesus e de orar e interceder, Maria entende mais.
Não sou um cristão mariano, sou um cristão Cristocêntrico, mas exatamente por colocar o Cristo Jesus o tempo todo no centro da minha fé tornei-me também mariano. 

Do poço em Samaria

“Se cada dia cai, dentro de cada noite, há um poço onde a claridade está presa. Há que sentar-se na beira do poço da sombra e pescar luz caída com paciência.” [Pablo Neruda]

 Que maravilha irmos reconhecendo nosso caminho através de Samaria nos passos do Mestre. Aprendemos, como jovens e assessores da Pastoral da Juventude, a ser discípulos na fidelidade ao Reino. Esse discipulado nos conduz na revitalização que estamos buscando através da vida da juventude na vida do Nazareno. Nossos olhares e palavras sobre a mística de Samaria se cruzam com tantos outros olhos e palavras que são rezadas e celebradas em cada canto desse continente. Que alegria e satisfação sabermos que essas palavras simples que temos partilhado mensalmente, junto com os mantras, tem embalado orações, partilhas, reflexões, rodas de conversa…
 Nesse mês de setembro, também mês da Palavra de Deus, tempo de lembrarmos a páscoa de Dom José Mauro Pereira Bastos, saudoso pastor da juventude que se fez jovem com os jovens, e profeta no meio do povo. Partiu acidentalmente no dia da exaltação da Santa Cruz em 2006. Seu lema episcopal, curiosamente, dizia: “Pela Cruz a Luz”. Queremos refletir e partilhar, nesse tempo, buscando inspiração na água do poço de Samaria – sobre a vocação que nos vem do batismo. A água é um símbolo muito forte para nossa caminhada – de vida, de purificação, de novo ânimo, de força… nesse sentido, a água do batismo quer ser essa grande referência do colocar-se a caminho da construção do Reino, num processo de amadurecimento na fé, que implica tentações, perseguições, sinais, maravilhas, cruz e ressurreição.

Conhecendo cada parte da Ave Maria

Cada parte da oração da Ave-Maria tem um significado baseado nas Sagradas Escrituras e na Tradição

A Ave-Maria é uma das orações mais queridas do povo católico. É a mais antiga oração que conhecemos dirigida a Nossa Senhora, nossa Mãe, Mãe de Jesus, Mãe da Igreja. Ela está na própria Bíblia, revelação de Deus.

Na Anunciação, o Anjo a saudou: “Ave, cheia de graça”. Maria foi a única que achou graça diante de Deus, porque foi a única “concebida sem o pecado original”. Nas aparições a Santa Catarina Labouré, na França, em 1830, ela pediu que fosse cunhada o que ficou sendo chamada de “Medalha milagrosa”. Em letras de ouro, Catarina viu escrita a bela frase: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!”.